ESTRATÉGIAS REPRODUTIVAS DA ESPÉCIE ANFICÁRPICA Trifolium polymorphum POIR

Autores

  • Ionara Fátima Conterato
  • Maria Teresa Schifino-Wittmann

Palavras-chave:

anficarpia, pastagem, propagação vegetativa, viabilidade do pólen

Resumo

Anficarpia é uma estratégia reprodutiva onde frutos e flores aéreas e subterrâneas
são produzidos pelo mesmo indivíduo. Trifolium polymorphum Speg. é uma espécie
nativa das pastagens naturais do Rio Grande do Sul, no sul do Brasil que combina
anficarpia com propagação vegetativa através de estolões e raízes de reserva. No
presente trabalho foram comparados o número de anteras e viabilidade do pólen em
flores aéreas e subterrâneas e avaliada a produção de raízes de reserva. As flores
aéreas apresentaram mais anteras (10 anteras) e mais grãos de pólen (média de
980 grãos de pólen por flor) que as flores subterrâneas (de quatro a cinco anteras e
média de 196,60 grãos de pólen por flor) e em ambos tipos de flores a viabilidade do
pólen foi alta (acima de 95%). A produção de raízes de reserva evidenciou alocação
de recursos para a propagação vegetativa, assegurando que as plantas podem
persistir vegetativamente ano após ano sem a necessidade de regeneração por
sementes. Como resultado da herbivoria, T. polymorphum combinou anficarpia e
propagação vegetativa para assegurar persistência e sobrevivência sob pastejo e
pisoteio intensos e longos períodos de seca, condições adversas de habitats
perturbados como as das pastagens naturais do Rio Grande do Sul.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Como Citar

Conterato, I. F. ., & Schifino-Wittmann, M. T. . (2014). ESTRATÉGIAS REPRODUTIVAS DA ESPÉCIE ANFICÁRPICA Trifolium polymorphum POIR . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(19). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2455

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)