PREVALÊNCIA DE Babesia spp. EM GATOS ERRANTES DA REGIÃO METROPOLITANA DE ARACAJU/ SERGIPE

Autores

  • Melissa Silva-Santos
  • Victor Fernando Lima
  • Gabriela Piedade
  • Patrícia Meira-Santos
  • Leandro Rocha

Palavras-chave:

alteração eritrocitária, babesiose, hemoparasito

Resumo

A babesiose felina, causada por piroplasmas do gênero Babesia, é uma doença
pouco descrita. A transmissão parasitária pode ocorrer pela picada de carrapatos,
transfusão e/ou inoculação sanguínea, lesão por instrumentos perfuro cortantes
contaminados e pela forma congênita. O diagnóstico poder ser realizado por
esfregaço sanguíneo, hematologia e bioquímica sérica, sorologia, técnicas
moleculares e histopatologia. O objetivo dos autores foi avaliar, através do estiraço
sanguíneo, a prevalência de Babesia spp. em gatos errantes da região metropolitana
de Aracaju/ Sergipe – Brasil. Foram avaliados 39 gatos aleatoriamente e neles foi
realizado exame clínico geral e coleta de sangue periférico da margem da pina.
Observou-se que 53,8% dos animais foram positivos para Babesia spp., além de
possuírem sinais de anemia regenerativa durante a avaliação do esfregaço.

Downloads

Publicado

2014-12-01

Como Citar

Silva-Santos, M. ., Lima, V. F., Piedade, G. ., Meira-Santos, P. ., & Rocha, L. . (2014). PREVALÊNCIA DE Babesia spp. EM GATOS ERRANTES DA REGIÃO METROPOLITANA DE ARACAJU/ SERGIPE. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(19). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2389

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>