PRÓTESE PARCIAL REMOVÍVEL DE CARAPAÇA NA REABILITAÇÃO DE JABUTI-PIRANGA (Chelonoidis carbonaria SPIX, 1824): RELATO DE CASO

Autores

  • Igo Santos
  • Manuel Oliveira Neto
  • Matheus Oliveira
  • Sofia Schettino
  • Victor Lima

Palavras-chave:

Carapaça, Prótese, Testudines

Resumo

As fraturas de carapaças são rotineiras na clínica de animais silvestres e exóticos, e
diversas técnicas de reconstrução são empregadas utilizando diferentes tipos de
materiais. A maior dificuldade na construção da prótese é aliar resistência, peso, e
aparência, de tal forma que o animal aceite como parte integrante do seu corpo.
Assim, o presente estudo teve como objetivo descrever a criação de uma Prótese
Parcial Removível (PPR) de carapaça na reabilitação de um jabuti-piranga
(Chelonoidis carbonaria Spix, 1824) vítima de queimadura, a partir de um molde de
computação gráfica tridimensional (3D). No qual o jabuti foi submetido a uma
Avaliação Biomecânica Computadorizada para Fotogrametria utilizando-se o
Software SOLIDWORKS® de CAD 3D (Computer-Aided Design) para obtenção do
protótipo da carapaça em 3D, e a partir disto, foi confeccionada uma PPR a base de
polímero reforçado com fibra poliéster associada ao polimetilmetacrilato com formato
convexo, coloração na tonalidade de cinza escuro, espessura 3mm e pesando 132
gramas. Ao ensaio de dureza e de impacto, a PPR apresentou 10,00 joules de
resistência ao impacto, além de impermeabilidade a água. Após a implantação da
PPR, o paciente demonstrou aceitação da prótese, voltando a expressar seu
comportamento natural.

Downloads

Publicado

2020-12-26

Como Citar

Santos, I., Oliveira Neto, M., Oliveira, M., Schettino, S., & Lima, V. (2020). PRÓTESE PARCIAL REMOVÍVEL DE CARAPAÇA NA REABILITAÇÃO DE JABUTI-PIRANGA (Chelonoidis carbonaria SPIX, 1824): RELATO DE CASO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 17(34). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2091