RIBEIRÃO DO BAÚ E RIBEIRÃO BRAÇO DO BAÚ, ILHOTA - SC: O USO E OCUPAÇÃO DO SOLO FRENTE AOS DESLIZAMENTOS DE 2008

Autores

  • Eder Caglioni
  • Jaçanan Eloisa Milani
  • Tomaz Santos

Palavras-chave:

Conflito de uso do solo, Microbacias, Sistema de Informações geográficas

Resumo

A ocupação antrópica no entorno de cursos de água foi uma garantia para as
necessidades básicas da população. Desta forma, iniciou-se o processo de uso dos
solos sem identificar suas potencialidades e fragilidades. Diante disto, procurou-se
utilizar ferramentas de SIG para relacionar características abióticas e bióticas, nas
microbacias do Ribeirão Braço do Baú e Ribeirão do Baú, em Ilhota, Santa Catarina,
que sofreram intensamente com chuvas atípicas, em novembro de 2008,
ocasionando prejuízos socioambientais significativos para a região. Para isto,
confeccionaram-se mapas de geologia, declividade, solos e uso e ocupação dos
solos para a área de estudo. A cobertura da vegetação em estágio médio ou
avançado corresponde a 68,56% da área de estudo, seguido por agricultura
(13,49%). Nas APPs, as florestas predominam, mas a agricultura é responsável pelo
maior conflito de uso. Apesar de maior cobertura florestal na área de estudo e
mediana ocupação de APPs em conflito, destaca-se que há um conjunto mais amplo
de fatores (bióticos e abióticos), que devem ser considerados para o planejamento
socioambiental regional.

Downloads

Publicado

2015-06-01

Como Citar

Caglioni, E. ., Milani, J. E. ., & Santos, T. . (2015). RIBEIRÃO DO BAÚ E RIBEIRÃO BRAÇO DO BAÚ, ILHOTA - SC: O USO E OCUPAÇÃO DO SOLO FRENTE AOS DESLIZAMENTOS DE 2008 . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 11(21). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2044