AVES SILVESTRES COMERCIALIZADAS ILEGALMENTE EM FEIRAS LIVRES DA CIDADE DE ARAPIRACA, ALAGOAS

Autores

  • Edson Silva
  • Elton Luís Oliveira
  • Victor Fernando Lima
  • João Carlos Borges
  • Wagnner José Porto

Palavras-chave:

extinção, passeriformes, tráfico, vendas

Resumo

O Brasil é um dos países que possuem uma das mais abundantes e diversificadas
avifauna do mundo, fato este que levou o país a ser um dos principais fornecedores
destes animais. Uma vez que, o comercio de aves silvestres em feiras livres é uma
das práticas comumente disseminada em diversas cidades do país, o objetivo deste
estudo foi catalogar as principais espécies de aves silvestres comercializas
ilegalmente em feiras livres. O estudo foi realizado no município de Arapiraca no
estado de Alagoas, no qual foram realizadas coletas de dados quinzenalmente na
feira livre da cidade, entre os meses de agosto a novembro de 2013. O método
utilizado foi de caráter exploratório, com observação direta dos espécimes na feira
livre e conversas informais para conhecimento dos preços das aves expostas. Para
classificação e nomenclatura das espécies foi utilizado a lista de aves do Brasil do
Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos. Todos os dados foram tabulados e
analisados estatisticamente foi realizada com nível de significância de p<0,05.
Neste estudo foram catalogadas 28 espécies de aves, distribuídas em 12 famílias e
cinco ordens, sendo observado um grande número de aves pertencentes a ordem
dos passeriformes, além de espécies ameaçadas de extinção. Conclui-se com este
estudo que a uma grande quantidade de aves silvestres comercializadas ilegalmente
e abertamente na feira livre do município de Arapiraca-AL.

Downloads

Publicado

2015-06-01

Como Citar

Silva, E. ., Oliveira, E. L. ., Lima, V. F., Borges, J. C., & Porto, W. J. . (2015). AVES SILVESTRES COMERCIALIZADAS ILEGALMENTE EM FEIRAS LIVRES DA CIDADE DE ARAPIRACA, ALAGOAS . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 11(21). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/1931

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>