CLASSIFICAÇÃO DE SÍTIOS FLORESTAIS EM POVOAMENTOS DE EUCALIPTO NA MICRORREGIÃO DE SALINAS, MINAS GERAIS

Autores

  • Matheus Pego
  • Adriana Assis
  • Christian Cabacinha

Palavras-chave:

altura dominante, classificação de sítio, curvas anamórficas, idade

Resumo

Este estudo foi realizado na microrregião de Salinas, localizada no Norte do estado de Minas Gerais, e teve como objetivo a classificação de sítio de seis fazendas de uma empresa florestal da região, visando um manejo adequado do solo e do potencial produtivo da região contribuindo para o gerenciamento e planejamento florestal e posterior tomada de decisão. Foram utilizadas 533 parcelas temporárias provenientes dos inventários convencionais da empresa, com idades variando entre 1,70 e 10,52 anos de idade. Para obtenção dos dados de altura das árvores dominantes, foi utilizado o conceito de Assman. Foram testados três modelos matemáticos: Prodan, Chapman & Richards e Schumacher, cujos parâmetros utilizados para a seleção das equações, em ordem de importância, foram a análise gráfica de resíduos, o erro padrão absoluto da estimativa, o coeficiente de determinação e a análise de variância. A idade de referência considerada foi a de oito anos e o intervalo de classe adotado foi de três metros. Foram geradas seis classes de sítio a partir da metodologia da construção da curva-guia e das curvas anamórficas subsequentes. O modelo selecionado foi o de Prodan, com índices de sítio de 13,5; 16,5; 19,5; 22,5; 25,5; e 28,5 metros. A classe de sítio com maior representatividade entre as parcelas foi a classe III, seguida das classes IV e II. 

Downloads

Publicado

2015-06-01

Como Citar

Pego, M. ., Assis, A. ., & Cabacinha, C. . (2015). CLASSIFICAÇÃO DE SÍTIOS FLORESTAIS EM POVOAMENTOS DE EUCALIPTO NA MICRORREGIÃO DE SALINAS, MINAS GERAIS . ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 11(21). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/1773

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>