EFEITO DO BORO E POTÁSSIO NA FORMAÇÃO DO AÇAIZEIRO EM LATOSSOLO AMARELO DO NORDESTE PARAENSE

Autores

  • Carlos Alberto Veloso
  • Arystides Silva
  • Agust Sales

Palavras-chave:

Adubação, Euterpe oleracea Mart., micronutriente

Resumo

A cultura do açaizeiro possui grande importância no contexto agrícola paraense, entretanto, dispõe-se de poucos resultados de pesquisa que proporcionem sustentação ao cultivo racional. O objetivo deste trabalho foi determinar os níveis de potássio e boro adequados para a fase de formação e produção do açaizeiro em áreas de terra firme. O trabalho foi realizado em área de produtor no município de Inhangapi, Pará. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, em esquema fatorial 4 x 4, com três repetições. Os tratamentos constituíram-se por um cultivo de açaí (Euterpe oleracea Mart.) sob aplicação de quatro doses de boro (B) e quatro doses de potássio (K2O) no primeiro e segundo ano de plantio. Foram avaliadas a altura de planta e a circunferência do coleto. A dose de 20 g.planta-1 de boro aplicada em cada ano foi a mais indicada, aliada ao fornecimento de 128 e 202 g.planta-1 de potássio no primeiro ano e segundo ano, respectivamente. Os dois primeiros anos indicaram que o boro é importante para o açaizeiro, assim como o equilíbrio com o potássio. Entretanto, a frequência e quantidade de aplicação de boro deve ser estudada respeitando as peculiaridades locais, pois elevadas aplicações anuais desse elemento podem contribuir para ocorrência de toxidez nas plantas de açaizeiro. 

Downloads

Publicado

2015-12-01

Como Citar

Veloso, C. A. ., Silva, A. ., & Sales, A. . (2015). EFEITO DO BORO E POTÁSSIO NA FORMAÇÃO DO AÇAIZEIRO EM LATOSSOLO AMARELO DO NORDESTE PARAENSE. ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 11(22). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/1532