TÉCNICAS DE MODELAGEM FLORESTAL EMPREGADAS NA ESTIMATIVA VOLUMÉTRICA DE EUCALIPTO

Autores

  • Tiago Araújo
  • Fabrícia Mota
  • Reginaldo Pereira
  • Éder Miguel
  • Ilvan Lustosa Júnior

Palavras-chave:

Eucalyptus grandis x urophylla, modelos volumétricos, RNA

Resumo

O objetivo do presente trabalho foi estimar a produção volumétrica de um híbrido
clonal de Eucalyptus grandis x urophylla por meio de modelos volumétricos
tradicionais e com a utilização de Redes Neurais Artificiais (RNA) do tipo
MultilayerPerceptron com algoritmo backpropagation e função de ativação logística,
usando o diâmetro e a altura total da árvore como variáveis preditoras para estimar
de maneira precisa o volume do povoamento de eucalipto com 23 meses de idade.
O modelo de Schumacher e Hall foi o que melhor se ajustou para o presente
trabalho na estimativa do volume, porém as redes neurais artificiais foram melhores
do que os modelos convencionais.

Downloads

Publicado

2016-12-05

Como Citar

Araújo, T. ., Mota, F. ., Pereira, R. ., Miguel, Éder ., & Lustosa Júnior, I. (2016). TÉCNICAS DE MODELAGEM FLORESTAL EMPREGADAS NA ESTIMATIVA VOLUMÉTRICA DE EUCALIPTO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 13(24). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/1090

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>